Ulmy

Atualizado: 13 de Nov de 2019

_PT


Heróis! A apenas dois meses de terminar o ano de 2019 (e que ano estranho foi este, não concordam?), apresento-vos o herói que me tirou todas as dúvidas de que é este projeto que eu quero fazer crescer. Já conheceram, desde janeiro, heróis de todas as plataformas e lugares no mundo. Desde pessoas mais conhecidas a casuais estranhos, de membros da minha família a até um amigo, e todos eles são heróis por razões diferentes. O herói que vos vou apresentar hoje é alguém que em cujo coração não cabe mais nada para além de bondade e inclusão. Conheçam o Ulmy, o novo membro da nossa equipa, inspirado no maravilhoso Chris Ulmer.


Compreendo que este nome vos seja estranho, mas afinal... É por isso que aqui estou, não é verdade? O Chris é um defensor dos direitos das pessoas com deficiência, professor de ensino especial e, também, fundador de uma organização sem fins lucrativos chamada Special Books by Special Kids (traduz-se para Livros Especiais por Crianças Especiais). Foi exatamente a partir deste projeto do Chris que o "conheci". No seu canal do Youtube, todas as semanas, coloca um vídeo novo apresentando alguém que vive com uma incapacidade (de todo o tipo, auditiva, visual, mental, etc), de modo a tentar normalizar ao máximo a condição humana. Para ele, e como devia ser para todos, é-lhe natural estar rodeado de pessoas diferentes, e a diferença, é algo com que lida com o maior dos "à vontades" (repito, como devíamos todos).


Como referi, o Chris tem uma formação em ensino especial, mas não começou a sua carreira por aí. Tirou primeiro um curso de comunicação e, tal como muitos de nós quando terminamos a faculdade, deparou-se com uma crise existencial (pessoalmente, não posso dizer que não sei o que isso é). Não sabia o que queria fazer a seguir, não sentia que pertencia a algum lugar, enfim... Tenho a certeza que muitos de vocês percebem o que estou a dizer. Por obra do destino, ainda que tivesse andado a contrariá-lo durante muito tempo, acabou por fazer um Mestrado em Educação Especial. No entanto, e ainda um pouco contrariado com a situação, no primeiro dia em que pôs os pés dentro de uma sala de aulas em que os alunos tinham um diagnóstico de uma condição a nível comportamental e emocional, percebeu porque é que o seu caminho o tinha levado até ali. Um aluno fez-lhe uma pergunta mágica que lhe mostrou que era ali que ele devia estar (e que, consequentemente, o guiou até onde está hoje): "Porque é que eu haveria de confiar em ti?", ao qual o Chris respondeu "Podes confiar em mim porque nada me traria mais alegria que ajudar-te a chegar onde o teu mais alto potencial deixar". E foi assim que ficou agarrado a ensinar crianças com necessidades especiais. Meses mais à frente, o Chris começou a filmar alguns momentos nas suas aulas e a pô-los no Facebook para que os pais das crianças pudessem acompanhar o progresso das mesmas. Com a popularidade a crescer, decidiu criar o projeto "Special Books by Special Kids", que começou por ser uma coleção de livros com as histórias dos alunos, feitas por eles, mas que, infelizmente, a publicação da mesma foi rejeitada por inúmeras editoras. Querendo, no entanto, contornar essa adversidade, o Chris começou a fazer vídeos para o Youtube, onde entrevista alguém com um diagnóstico, dá a conhecer a sua história, constrói uma plataforma para que se gere uma conversa com e sobre o seu convidado e mostra a todos os visualizadores dos vídeos que humanos somos todos e que todos merecemos que a nossa história seja contada (e ouvida). Honestamente, não podia concordar mais.


Encontrei o projeto do Chris há quase dois anos, quando andava a pesquisar sobre o que é viver com esquizofrenia, por causa do Joly, e me apareceu um vídeo do canal do projeto (SBSK) em que o Chris conversa com uma rapariga chamada Cecilia, que foi, de facto, diagnosticada com esquizofrenia, e desde então que acompanho tudo o que ele vai pondo, e vou conhecendo todas as pessoas que ele vai apresentando. Devo avisar-vos, no entanto, que, se são um bocadinho como eu e quiserem realmente saber mais sobre o projeto do Chris (vale a pena), estejam preparados para chorar. Seja de emoção, de alegria ou de dor, é inevitável.


E assim vos deixo por agora, heróis. Com a ilustração do Ulmy, um abraço forte, uns quantos links para visitarem e um quente até já!



_

SBSK (website): https://sbsk.org/


SBSK (Youtube): https://www.youtube.com/channel/UC4E98HDsPXrf5kTKIgrSmtQ/featured

SBSK (A história do projeto): https://www.youtube.com/watch?v=jwFv-BtTiSc

SBSK (Cecilia): https://www.youtube.com/watch?v=7csXfSRXmZ0&t=186s


SBSK (Instagram): https://www.instagram.com/specialbooksbyspecialkids/

SBSK (Facebook): https://www.facebook.com/specialbooksbyspecialkids/



_EN


Heroes! With only two months to go before the end of 2019 (and what a weird this was, don’t you agree?), I present to you the hero who stripped me from all my doubts that this project is what I want to help grow. You’ve met, since January, heroes from all platforms and places in the world. Since people who are more well known to casual strangers, from members of my family to even a friend of mine, and all of them are heroes for different reasons. The hero I’m presenting to you today is someone whose heart can’t be filled with anything other than kindness and inclusivity. Meet Ulmy, the new member of our team, inspired by the wonderful Chris Ulmer.


I understand this name doesn’t really ring a bell but, after all… That’s what I’m here for, right? Christ is a disability-rights advocate, a special education teacher and, also, the founder of a non-profit organisation called Special Books by Special Kids. It was through that same project that I “met” Chris. On his Youtube channel, every week, he uploads a video presenting someone who lives with a disability (from all kinds and sorts: visual, hearing, mental, etc), trying to normalise the human condition as much as he possibly can. To him, and as should be for all of us, it’s natural to be surrounded by different people, it’s something he deals with with the easiest of eases (I repeat, as we all should).


As I said before, Chris has schooling in special education, but he didn’t start out that way. He got a degree in communication first and, like most of us when we finish college, found himself in the midst of an existencial crises (I personally can’t say I don’t know how that feels). He didn’t know what he wanted to do next, nor did he feel like he belonged somewhere. Well… I’m sure many of you understand what I’m saying. By the hand of fate, even though he fought against it for a while, he ended up getting a Masters in Special Education. However, and still being a little against the whole thing, on the first day he stepped foot in his classroom, which was full of students diagnosed with behavioural and emotional disorders, he understood why his path had lead him there. A student asked him a magical question that showed him that there is where he should be (and that, consequently, guided him towards where he is today): “Why should I trust you?”, to which Chris answered “Because nothing would bring me “Nothing would bring me greater joy than helping you reach your full potencial””. And that’s how he got hooked to teaching kids with special needs. Fast forward a couple months, Chris started filming some of his classes and uploading the videos to Facebook, so that the children’s parents could track their kids’ progress. With the page’s popularity rising, Chris decided to create the project “Special Books by Special Kids”, which started out as a collection of books that told the stories of his students, made by them, but which publication was denied by many editors and publishing companies. Wanting, however, to surpass this adversity, Chris started to upload videos on Youtube, where he would interview someone with a diagnosis, telling the world their story, building a platform that generates a conversation with and about his guests, and showing all his viewers that we’re all humans and deserve to have our story told (and listened to). Honestly, I couldn’t agree more.


I found Chris’ project almost two years ago, when I was researching about living with schizophrenia, because of Holy, and a video from SBSK’s channel popped up where Chris talks to a girl named Cecilia who, in fact, was diagnosed with schizophrenia. Since then, I’ve been accompanying the channel and what he does, getting to meet all his wonderful guests. I should warn you though, in case you’re anything like me, that if you actually want to check out his videos (which you should), be prepared to cry. From just emotion, joy or pain, it’s inevitable.


And that’s how I’ll leave you for now, heroes. With Ulmy’s illustration, a tight hug, several links for you to check out and a warm see you soon!



_

SBSK (website): https://sbsk.org/


SBSK (Youtube): https://www.youtube.com/channel/UC4E98HDsPXrf5kTKIgrSmtQ/featured

SBSK (The project's story): https://www.youtube.com/watch?v=jwFv-BtTiSc

SBSK (Cecilia): https://www.youtube.com/watch?v=7csXfSRXmZ0&t=186s


SBSK (Instagram): https://www.instagram.com/specialbooksbyspecialkids/

SBSK (Facebook): https://www.facebook.com/specialbooksbyspecialkids/

81 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Orly

Tizy

Andy

Copyright Heróis sem capa © 2021   |   Política de Privacidade & Termos e Condições

Todos os direitos reservados. All rights reserved.

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook