Letra H

Atualizado: há 3 dias

Faça-se soar a orquestra, heróis, o projeto acaba de dar à luz a uma nova rubrica!!!


Bem-vindos à Letra H, a secção do projeto que se dedica, única e exclusivamente, aos livros infantis. Se estão subscritos à newsletter, já sabiam que isto ia acontecer (se não estão, deviam, é por lá que conto os segredos do projeto e que vos mantenho a par do meu percurso ao detalhe - link no final). Sendo o grande foco da Heróis a literatura infantil (e devido ao meu problema de querer sempre trazer mais qualquer coisa para enriquecer este projeto), achei que estava na hora de, da mesma maneira que faço homenagem a um herói todos os meses, fazer uma homenagem a um livro que me inspira e cuja mensagem é partilhada pela Heróis sem Capa. Declaro então, oficialmente, que todos os meses, no dia 22, sai uma Letra H.


Aviso, não começo esta rubrica com a escolha mais imparcial de sempre, mas a verdade é que ainda não tinha dedicado tempo a falar-vos como deve ser deste livro e, com toda a honestidade, acho que merece que o faça. Mas antes de mais, deixo-vos três perguntas e respostas que coloquei na newsletter para apresentar a rubrica e que acho que faz todo o sentido deixar aqui (quanto mais informação melhor, não?).


01. Porquê uma nova rubrica?

Tendo em conta que o foco principal deste projeto é a literatura e ilustração infantil, só faz

sentido que tente fomentar isso a cada oportunidade que tenho. Naturalmente que o ideal seria produzir livros Heróis sem Capa assim, a torto e a direito, mas isso é absolutamente impensável e impossível, pelo que o melhor a fazer é trazer para a luz livros que estejam no mercado e que partilhem uma mensagem à qual este projeto subscreva. Não há falta deles, garanto-vos, e os que tenho já programados para vos apresentar valem muito a pena.


02. Porquê "Letra H"?

A palavra heróis começa por H. Essa é a explicação mais simples e direta que vos posso

dar. Após um debate interno durante o que pareceu ser uma eternidade, escolhi este nome

para que funcione mais como uma espécie de selo do que qualquer outra coisa. E é bem fácil

de traduzir, vá. Outros nomes que entraram na corrida foram "Livro do Mês" (para entrar na

onda do Herói do Mês), "Heróis em Letras", "Selo Heróis sem Capa", "Livros sem Capa",

entre outros. Sinceramente, Letra H pareceu-me a melhor opção.


03. Porquê dia 22?

Excelente questão. Não sei, acho que foi porque são dois algarismos iguais e, depois de ter dia

15 escolhido para anunciar o Herói do Mês, precisava de algo que me ocupasse ali a segunda metade do mês e que fosse um número "engraçado". Escolhi o 22 :)


E agora, a primeira Letra H: este janeiro trago-vos o livro "A minha vida com a minha irmã", escrito por Sofia Vicente e ilustrado por moi. Eu disse que não era uma escolha totalmente imparcial... A próxima Letra H nada terá a ver com o projeto, prometo. Mesmo considerando a minha envolvência neste projeto, não deixa de ser um livro que vale a pena fazer parte das vossas estantes.


Características técninas:

- Título: A minha vida com a minha irmã

- Autor(a): Sofia Vicente

- Ilustrador(a): Mafalda Mota

- Publicado e distribuído por Associação Sanfilippo Portugal

- PVP: 10€

- Impressão: Gráfica Manuel Barbosa & Filhos, Lda.

- Tamanho: 23x23cm

- Número de páginas: 18

- Capa dura

- Idade: 4-9 anos (pode subir, tendo em conta o facto de ser bilingue)

- Língua: Português e Inglês

- Sinopse:

Vou apresentar-te a minha irmã

ela não podia ser mais normal.

Com a diferença que a define,

e que a torna especial.


Vem descobrir bonitos momentos

com a minha irmã... Joana.


Como devem ter dado conta através da sinopse, este livro está escrito em verso, ainda que o texto original não tenha sido apresentado assim. No entanto, como existe uma fortíssima vértebra musical na maioria dos envolvidos no projeto, ficou decidido que os sentimentos da Sofia seriam melhor transmitidos utilizando a rima. E, devo dizer-vos, foi uma boa decisão.


"A minha vida com a minha irmã" é uma verdadeira declaração de amor da Sofia para a irmã Joana, que vive com Síndrome de Sanfilippo - uma síndrome que afeta a componente neurológica das crianças que a carregam (para que seja mais fácil de explicar e de perceber: é como se fosse um tipo de Alzheimer infantil). No desenrolar do livro, os leitores testemunham vários momentos que marcaram, até hoje, a relação destas duas irmãs. Desde danças na praia a quedas de bicicleta, a constante é a alegria. Ao ler, compreendemos o que forma esta tão forte e pura união entre a Sofia e a Joana: o amor e a confiança.


Este livro vem numa altura em que a rejeição e o isolamento abraçavam a família da Sofia. Veio após uma sucessão de provas que existe uma catrefada de gente que olha para a diferença como algo digno de uma aberração. Garanto-vos, não é o assim. O objetivo da Sofia é que os leitores se foquem não no facto de que a sua irmã tem Síndrome de Sanfilippo (algo que é desvendado logo na primeira página da história), mas sim no poder do seu sorriso (que, se repararem, é a constante de todas as páginas); na sua vontade de viver. Quis mostrar ao mundo que, ainda que por vezes vivam uma vida fora do normal e até bastante complicada, não faltam os momentos em que são, verdadeira e genuinamente felizes. Longe do preconceito, longe dos juízos de valor que muitas vezes atacam a família, e perto da diferença que define a Joana, na qual não vê nenhum mal.


Este seria o momento em que vos falava das ilustrações mas, pelo bem da objetividade (seja lá o que isso for no que toca ao apreço de arte), não farei juízos de valor. Falo-vos, no entanto, de coisas mais técnicas. Das cores (um aplauso para a gráfica, que merece também um tributo, pela rapidez e pelo trabalho de excelência) de alguns pormenores que incluí propositadamente.


Primeiro, as cores: como a ideia o livro é que o leitor se foque na parte boa da vida lado a lado com uma irmã (e, claro, considerando o público-alvo), quis que as cores tomassem conta do papel. Escolhi cores vivas, que agarrem a atenção do leitor, mas que ao mesmo tempo fossem harmoniosas com o momento que ilustram. Se repararem, sempre que a Joana é representada, à exceção de quando está na sua bicicleta, a sua roupa aparecem em tons de roxo. Esta foi a maneira que considerei mais adequada para representar a Síndrome de Sanfilippo, tendo em conta que o logotipo da associação é dessa mesma cor. Mas como disse, quando a Joana aparece na sua bicicleta, ela não veste roxo, e isto é porque, quando a Joana sobe para a bicicleta e pedala até mais não, o que a envolve é instinto. Não há síndrome, não há idade, não há nada que possa trazer dificuldade. Há liberdade de espírito. Outro pormenor que atento a que reparem é que, sempre que a Joana transmite algo para a Sofia, estrelas aparecem de alguma maneira. O desafio, agora, é descobrirem o que é que está a ser transmitido. E mais não digo, terão que descobrir por vocês mesmos.


Já estão convencidos a incluir este livro nas vossas estantes? Não? Então talvez isto ajude. "A minha vida com a minha irmã" é um livro solidário. Sim, solidário. Tudo o que sair das vendas do livro reverte para a investigação da Síndrome de Sanfilippo. Sendo uma doença ultra rara, os fundos para a investigação de terapias e, quem sabe, até, uma cura, são escassos e muito difíceis de arranjar (ainda que altamente necessários), e é por isso que tudo o que a Associação Sanfilippo Portugal conseguir angariar com a venda dos livros será revertido para esse mesmo objetivo. Espero ter-vos convencido :) O link para o encontrarem está no final do post.


E assim terminamos a primeira Letra H, heróis. Espero que esta ideia dê frutos e que vos consiga mostrar livros que têm mensagens bonitas e inspiradoras, para que alegrem estes dias que se fazem tão tristonhos ultimamente e vos tragam um pequeno refúgio (a vocês e aos vossos pequenos heróis).


Estarei de novo, com mais um livro, no próximo dia 22! Mantenham-se seguros, protegidos e em casa.


Até breve, heróis :)




Links úteis:

— "A minha vida com a minha irmã": https://sanfilippoportugal.wixsite.com/meusite/product-page/livro-a-minha-vida-com-a-minha-irm%C3%A3

— Subscreve à newsletter da Heróis sem Capa: http://eepurl.com/dM_xy2

— "A minha vida com a minha irmã", lido por Vera Tavares para a Nuvem Vitória: https://www.instagram.com/p/CKUga0RAU8l/





59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Letra H

Letra H

Copyright Heróis sem capa © 2021   |   Política de Privacidade & Termos e Condições

Todos os direitos reservados. All rights reserved.

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook