Recebemos um prémio!

Boas, heróis!


Nem sei bem como introduzir um tema assim, visto que está estampado no título o verdadeiro assunto deste post... Portanto acho que me vou deixar de rodeios e contar apenas:


Na semana passada, uns dias antes do lançamento do livro do Ary, recebi um e-mail da Universitat Pompeu Fabra, em Barcelona (onde fiz o meu Mestrado), que anunciava que tinha recebido um prémio patrocinado pelo Centro Espanhol de Direitos Reprográficos (CEDRO). Como podem imaginar, foi uma excelente notícia para tanto aqui a Heróis sem Capa como para mim, a nível pessoal! Este prémio, chamado de Prémio Extraordinário do Mestrado em Edição e Publicação (na sua língua original: Premio Extraordinario del Máster en Edición), é algo que se atribui por tradição aos três melhores projetos finais de Mestrado de cada ano letivo. Este ano, para grande fortuna minha, a coleção Heróis sem Capa (no seu título de projeto original: Héroes sin Capa) foi uma das escolhidas. É com grande orgulho que vos conto tudo isto, pois a construção do projeto não foi, de todo, tarefa fácil.


Lembro-me de começar a trabalhar nesta coleção em outubro do ano passado, quando a ideia ainda era apenas um rabisco. Lembro-me de sair frustrada de reuniões com a minha orientadora de projeto pois não estava a conseguir encontrar viabilidade para nada do que queria fazer (e a viabilidade era a regra número 1 que devia sustentar cada projeto). Lembro-me, também, do dia em que tudo começou a bater certo — desde os orçamentos à parte legal do projeto, e em que comecei a conseguir encontrar caminhos que trouxeram um projeto a uma coleção real, no mundo real. Obviamente que a parte mais criativa no projeto, as ilustrações e todo o design da coleção, já andava a pairar na minha cabeça há muito tempo... É sempre o que me ocorre primeiro. Não querendo isso dizer que não tenham sofrido mudanças, porque sofreram! Mas enfim... Foi um processo. E é por isso que receber um prémio deste tipo, perceber que todo o trabalho valeu a pena, é extremamente gratificante.


Pois bem, tratei de me pôr num avião para Barcelona esta semana e fui recebê-lo. A cerimónia (se é que se pode chamar cerimónia), foi algo muito simples. Simplesmente tive de apresentar o projeto, uma vez mais, à nova turma do Mestrado, à representante da entidade patrocinadora do prémio e à diretora da comunicação social da universidade. E isso fiz, e já cá estou de novo, pronta e motivada para continuar com o projeto! Pronto, era isto que vos queria contar.


Despeço-me com uma nota de agradecimento à Universitat Pompeu Fabra - Barcelona School of Management e ao CEDRO, pelo reconhecimento e apoio à coleção e, de novo (repetindo os nomes que estão incluídos no documento oficial, entregue à universidade, que expõe a coleção), um gigante obrigada à Gemma, ao Tiago, à minha mãe Teresa e ao meu pai Jorge, ao meu irmão Diogo, à Xana, à Benedita, à Ana, à Ana Lydia, à Arancha e à Clara e, por último, mas nunca com menos importância, ao meu avô Jorge, que todos os dias, desde o primeiro ao último, me ajudaram a tornar este projeto possível.


E deixo-vos uma fotografia da entrega do meu mais importante projeto até hoje, que me deu este prémio:



Até já!


116 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Caly

Letra H

Copyright Heróis sem capa © 2021   |   Política de Privacidade & Termos e Condições

Todos os direitos reservados. All rights reserved.

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook